Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano




Combate ao Coronavírus

ACESSE AQUI
Projeto desenvolvido no Campus Guanambi leva assistência técnica para agroindústrias da região
Atualizado em 24 de novembro de 2021 às 22:11 horas | Publicado em 24 de novembro de 2021 às 21:51 horas

Um projeto desenvolvido pelo Instituto Federal (IF) Baiano está levando assistência técnica para agroindústrias produtoras de polpas de fruta, principalmente associações rurais e empreendimentos familiares onde mulheres são protagonistas dos empreendimentos.

O projeto faz parte do programa IF Mais Empreendedor, programa nacional de extensão tecnológica dos Institutos Federais que está remodelando os negócios de cerca de 1.400 empreendedores brasileiros afetados negativamente pela pandemia, por meio da atuação de 1.680 estudantes bolsistas, coordenados por 319 servidores da Rede.

No Campus Guanambi, um dos projetos aprovados, intitulado “Capacitação de produtores de polpa de frutas congeladas através da implementação de Boas Práticas de Fabricação – Uma alternativa viável para a recuperação econômica no cenário pós pandemia da COVID-19”, promoveu as ações em seis estabelecimentos, nos municípios de Brumado, Caculé, Guanambi, Ibiassucê, Palmas de Monte Alto e Pindaí.

Durante a execução das ações, foram realizadas visitas técnicas, confecção de manual de Boas Práticas de Fabricação, de formulários de procedimento operacional padrão (POP) e planilhas de controle de produção. Também foram realizadas análises físico-químicas e microbiológicas dos produtos, matérias primas e água utilizada nos processos.

A Cooperativa de Trabalho, Assessoria Técnica e Educacional para o Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Cootraf) e Cooperativa Mista Agropecuária para Desenvolvimento Auto Sustentável da Agricultura Familiar (Coomadac)  atuaram como parceiros técnicos na execução das atividades nas agroindústrias.

De acordo com o biomédico Ricardo Brandão, servidor do IF Baiano e coordenador do projeto, as ações tiveram duração de sete meses e estão finalizando em novembro. “Mesmo com a conclusão das ações do IF Mais Empreendedor, a parceria da instituição com estes empreendimentos irá continuar com novas ações de apoio às associações e empresas familiares”, disse.

Uma das estudantes bolsistas do projeto de melhoria foi a estudante Carina dos Anjos Pinto, do sexto semestre do curso de Licenciatura em Química. Ela conta que mais do contribuir com sua formação técnica, a sua participação no projeto ajudou numa nova percepção social sobre empreendedorismo.

“O projeto abriu minha visão de transformação de vida, conheci pessoas da minha cidade, que até então desconhecia, um grupo de mulheres que empoderam-se a cada dia e fazem acontecer mesmo diante das dificuldades, geram renda para a comunidade com o processamento de polpas de frutas. O projeto me trouxe aprendizado, estendeu as minhas fronteiras e estabeleceu um elo entre meus conhecimentos acadêmicos e meu lado empreendedor.” Carina dos Anjos Pinto

Já a empreendedora Selma Neves dos Santos Porto, da Associação das Mulheres Camponesas da Agricultura Familiar e Solidária, reafirmou que a capacitação em Boas Práticas de Produção de Alimentos tem sido fundamental para a melhoria da atividade.

“A orientação para conquistarmos o registro do Ministério da Agricultura e as orientações de como nos comportar com a higienização e com a limpeza na produção estão sendo muito vantajosas para a associação. O professor Ricardo e toda sua equipe de alunos têm nos dado bastante conhecimento para melhorar a nossa produção e, consequentemente, conseguir melhor comercialização”, disse.

Empreendimentos participantes do projeto

  • Brumado – Associação Comunitária do Povoado do Campo Seco e Adjacências
  • Caculé  – Momucen – Movimento de Mulheres Camponesas do Mandacaru
  • Guanambi  – Sacolão Três Irmãs
  • Ibiassucê  – Flor, Fruto e Sabor
  • Palmas de Monte Alto  – Associação das Mulheres Camponesas da Agricultura Familiar Solidária
  • Pindaí  – Associação de Mulheres Beneficiadoras de Frutas e Agricultura Familiar de Mulungo

O IF Mais Empreendedor

O programa é financiado pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC) e no IF Baiano possui oito projetos fornecendo atendimento, apoio e orientação a micro e pequenos empreendedores e empreendedores individuais em cinco cidades da Bahia (Guanambi, Itapetinga, Itaberaba, Uruçuca e Teixeira de Freitas).

Cada projeto conta com seis estudantes bolsistas na equipe, que, com a orientação de professores qualificados, prestam consultoria aos negócios beneficiados. As equipes mapeiam o diagnóstico das necessidades da empresa e o seu público-alvo e capacitam os empreendedores, a depender do ramo do negócio, para o marketing digital, relacionamento interpessoal e intrapessoal, planejamento financeiro, precificação, inovação, elaboração de Procedimentos Operacionais Padrão (POP), elaboração de Manual de Boas Práticas de Fabricação, entre outras ações, por meio de oficinas, minicursos e encontros presenciais e virtuais.

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano – Campus Guanambi
Zona Rural - Distrito de Ceraíma, Bahia - CEP: 46430-000

Tel.: (77) 3493-2100
Diretor: Carlito José de Barros Filho
E-mail: diretor@guanambi.ifbaiano.edu.br

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano

Reitoria: Rua do Rouxinol, nº 115, Imbuí, Salvador-BA. CEP: 41720-052. CNPJ: 10.724.903/0001-79 Telefone: (71) 3186-0001 | E-mail: gabinete@ifbaiano.edu.br